Logo ASBAI

Revista oficial da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia ASBAI

Brazilian Journal of Allergy and Immunology (BJAI)

Número Atual:  Abril-Junho 2018 - Volume 2  - Número 2


Artigo Original

Fungos anemófilos isolados de diferentes ambientes de uma escola primária na cidade de Manaus, Amazonas, Brasil

Airborne fungi isolated from different environments of a primary school in the city of Manaus, Amazonas, Brazil

Michael Rubem Miranda Tiago; José Augusto Almendros de Oliveira; Ana Cláudia Alves Cortez; João Vicente Braga de Souza


Laboratório de Micologia, Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia-INPA, Manaus, AM, Brazil


Endereço para correspondência:

Michael Rubem Miranda Tiago
E-mail: michaelrubem@gmail.com


Submetido em: 06/11/2017
Aceito em 29/06/2018

Não foram declarados conflitos de interesse associados à publicação deste artigo.

RESUMO

INTRODUÇÃO: Os fungos presentes no ar, denominados anemófilos, possuem uma ampla diversidade em locais de clima tropical e são causadores de micoses pulmonares e outras doenças do aparelho respiratório. O objetivo do estudo foi isolar e identificar os fungos do ar de uma escola de ensino fundamental de tempo integral, a partir de ambientes externos e internos, e verificar se a sazonalidade influencia a incidência desses microrganismos.
MÉTODOS: Para coleta dos fungos do ar, placas de Petri contendo Sabouraud foram expostas nos ambientes externos e internos da escola.
RESULTADOS: Foram isoladas 2.386 colônias de fungos, sendo 1.041 na estação chuvosa e 1.345 na estação seca. Foram identificados 1.858 fungos, que puderam ser distribuídos em 34 gêneros. Os gêneros mais frequentes foram Cladosporium sp. (22,6%), Aspergillus sp. (17,14%), Penicillium sp. (8,55%), Curvularia sp. (6,83%) e Drechslera sp. (5,7%). Durante o período seco, o gênero mais frequente foi o Aspergillus (19,21%), e no período chuvoso, o gênero Cladosporium (34,8%).
CONCLUSÃO: A sazonalidade influenciou principalmente o gênero Cladosporium, que obteve aumento significativo na estação chuvosa, constituindo um biomarcador dessa estação.

Palavras-chave: Fungos, meio ambiente e saúde pública, biodiversidade.



2018 Associação Brasileira de Alergia e Imunologia

Av. Prof. Ascendino Reis, 455, Vila Clementino, CEP 04027-000, SÃO PAULO, SP, Fone: (11) 5575-6888

GN1 - Sistemas e Publicações