Logo ASBAI

Revista oficial da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia ASBAI

Brazilian Journal of Allergy and Immunology (BJAI)

Número Atual:  Janeiro-Março 2018 - Volume 2  - Número 1


Editorial

O atendimento médico de pacientes com doenças imunoalérgicas no Brasil: reflexões e propostas para a melhoria

Medical care of patients with immunoallergic diseases in Brazil: considerations and proposals for improvement

Faradiba Sarquis Serpa1; Marta de Fátima Guidacci2; Norma de Paula Rubini3


1. Coordenadora da Comissão de Políticas Públicas da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia - ASBAI
2. Comissão de Políticas Públicas da ASBAI
3. Presidente da ASBAI




No dia 17 de janeiro de 2018, participamos de reunião no Ministério da Saúde (MS), com a Chefe de Gabinete da Secretaria de Atenção à Saúde, Dra. Maria Inez Gadelha, e o Coordenador Geral do Componente Especializado de Assistência Farmacêutica do MS, Emmanuel de Oliveira Carneiro. O principal objetivo dessa reunião foi apresentar o documento recém-publicado nos Arquivos de Asma, Alergia e Imunologia - "O atendimento médico de pacientes com doenças imunoalérgicas no Brasil: reflexões e propostas para a melhoria - Carta de Belo Horizonte"1. Durante o encontro, todos os assuntos estabelecidos como prioritários para melhorar a atenção ao paciente com doenças alérgicas e imunodeficiências no Brasil foram discutidos, e estabeleceu-se um diálogo claro e objetivo entre a ASBAI e o MS.

Os procedimentos necessários para a solicitação de atualização dos Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas (PCDTs) e elaboração de novos PCDTs foram esclarecidos, e houve abertura para elaboração de proposta de criação dos PCDTs de Dermatite Atópica e Urticária, o que certamente contribuirá para padronizar condutas e melhorar o acesso ao tratamento dessas doenças. A solicitação de incorporação de imunobiológicos para o tratamento da asma, urticária e dermatite atópica, e a ampliação de uso de medicamentos que já fazem parte do elenco da Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (RENAME) para outras doenças, foram motivos de questionamentos de nossa parte. Demonstramos a nossa preocupação com a judicialização como forma de acesso a novas terapias. A equipe do MS foi receptiva às nossas colocações, e orientounos sobre todo o processo para a submissão de propostas para incorporação desses fármacos na Comissão de Incorporação de Novas Tecnologias (CONITEC).

A proposta da elaboração de "Cadernos de Atenção Básica" sobre doenças alérgicas e imunodeficiências, com os seguintes temas: Alergias respiratórias, Alergia alimentar, Anafilaxia e Imunodeficiências primárias foi bem recebida pelo MS. A elaboração destes cadernos será discutida e planejada em conjunto com o Departamento de Atenção Básica. Entendemos que esse conjunto de publicações contribuirá para fortalecer o conhecimento e as ações desenvolvidas pelos profissionais de saúde que atuam na atenção básica.

Para a execução de todas as ações propostas, será necessária a participação ativa dos membros das Comissões da ASBAI. Muito trabalho nos aguarda, mas certamente todo o esforço será recompensado com a melhoria do acesso e da qualidade da atenção à saúde dos pacientes com doenças alérgicas e imunodeficiências no Brasil.

 

REFERÊNCIAS

1. Serpa FS, Cruz AAS, Condino-Neto A, Silva ECF, Franco JM, Mello JML, et al. O atendimento médico de pacientes com doenças imunoalérgicas no Brasil: reflexões e propostas para a melhoria - Carta de Belo Horizonte. Arq Asma Alerg Imunol. 2017;1(4):327-34.

2018 Associação Brasileira de Alergia e Imunologia

Av. Prof. Ascendino Reis, 455, Vila Clementino, CEP 04027-000, SÃO PAULO, SP, Fone: (11) 5575-6888

GN1 - Sistemas e Publicações